Dicas para evitar dor de cabeça quando for contratar um pedreiro

Se você está precisando contratar um pedreiro para uma obra é importante ficar atento a uma série de coisas que podem comprometer o desenvolvimento do trabalho.

Antes de contratar qualquer profissional você precisa primeiro fazer algumas certificações, para conseguir ter a certeza se deve ou não contrata-lo.

Como em qualquer área há bons e maus profissionais, iremos lhe dar algumas dicas de alguns pontos que precisam ser observados para aumentar as chances de você não só contratar um profissional bem capacitado como também para evitar problemas durante a prestação dos serviços.

Você pode conferir todas as dicas que separamos logo abaixo:

Pedreiro construindo

Pedreiro construindo

1-Verifique as referências

Uma coisa é válida para qualquer tipo de profissional que pretender contratar: é preciso verificar as referências.

Procurar conhecer as referências é um excelente meio para se certificar sobre o comportamento e índole do profissional do qual pretende contratar.

Por isso, o ideal é sempre pedir indicações para conhecidos, colegas e familiares, que poderão lhe dar uma boa indicação.

Além disso, você pode fazer diversos questionamentos relacionados ao pedreiro para conhecer mais acerca do profissional, toda a informação na hora de contratar é sempre bem-vinda.

Entretanto, as referências é apenas um dos primeiros passos de como contratar um pedreiro sem ter dor de cabeça no futuro.

Querendo ou não você estará colocando uma pessoa diferente em sua casa, nela estará sua esposa, crianças, e todos os outros membros, por isso é importante se certificar sempre de estar contratando um pedreiro confiável e de boa índole.

Para verificar quanto a qualidade dos serviços prestados ao pedreiro, nada impede que você visite ou conheça obras que ele já tenha realizado e que já foram concluídas.

2- Crie um contrato

Uma das principais dicas de como contratar um pedreiro sem ter dor de cabeça no futuro é elaborando um contrato sempre que for possível.

Não importa quão simples seja o contrato que tenha sido elaborado por você, quando o mesmo é assinado, o profissional passa a ter um nível de responsabilidade muito maior.

Nele, é aconselhável que descreva todos os serviços e tarefas, além das condições envolvidas, não esquecendo também de incluir as suas informações pessoais e a do pedreiro.  Elabore o contrato de acordo com a lei.

Caso ocorra algum problema ao longo do serviço, o contrato pode servir como uma excelente ferramenta para que os dois cheguem a um determinado acordo favorável para ambas as partes.

3- Opte pela empreitada e não pela diária

Quando você for contratar qualquer pedreiro, você terá que escolher uma modalidade de pagamento. Geralmente, o mesmo pede que você pague pela diária, isso é, pague por dia de trabalho, normalmente dele e de um ajudante.

O ideal é que você evite pagar pela diária, por razões muito simples, porém importantes.

Quando você paga por dia, é bem provável que o pedreiro demore mais tempo para terminar o serviço e fique alongando o tempo, por isso optar pela empreitada é sempre uma boa ideia para agilizar o processo.

Você pode preferir trabalhar com metas, pagando pelo pedreiro um determinado valor quando ele terminar a construção de um determinado lugar, como um determinado cômodo por exemplo, e fazer o mesmo para a construção de outras áreas, pagando sempre assim que o mesmo completar parte do serviço.

4- Avaliar a carteira de trabalho e o currículo

Outro passo muito importante é avaliar bem o currículo e a carteira de trabalho do profissional.

Contratar um pedreiro que possua uma boa experiencia pode ser a melhor opção para ter mais segurança na hora de fechar um contrato.

Já que, além da experiencia tornar o serviço do profissional em algo cada vez mais aperfeiçoado, também é possível deduzir que o mesmo realiza um bom trabalho para ainda estar trabalhando nesta área.

Verificando sua carteira de trabalho, procure verificar o seu tempo de experiência exercendo sua função, além é claro, de avaliar as informações do seu currículo.

5- Faça um acompanhamento

Quando já tiver contrato o pedreiro, você precisa acompanhar o desenvolvimento da obra.

É importante que faça esse monitoramento para que o pedreiro saiba que será sempre sendo cobrado pelos resultados, afinal, você está pagando, não é mesmo?

Porém, isso não significa que você precisa ser chato e estar sempre no pé do profissional, apenas é importante que fique claro que você está acompanhando todo o andamento do serviço.

Mesmo que você não possua nenhum conhecimento relacionado a obras, demonstre sempre o interesse em relação ao desenvolvimento do trabalho prestado, este interesse não deve ser apenas em relação ao resultado final.

6- Evite desperdícios

Com um simples diálogo entre você e o pedreiro muito desperdício pode ser evitado.

Vocês precisam definir qual será o tipo de material preciso para dar início ao desenvolvimento da construção, e conforme o tempo, você deve estar sempre atento aos desperdícios.

Preste atenção em relação ao excesso de lixo, já que pode ter ido muito material ainda bom para lá.

Evitar desperdícios é de grande importância, pois desperdícios irá aumentar o valor da obra, já que depois você terá que gastar ainda mais cobrando tudo de novo.

Por isso converse sempre com a equipe de profissionais e fale sobre a importância deles economizarem o que puderem para que o andamento da obra seja concluído sem problemas.

Assim fica muito mais fácil que o pedreiro economize os materiais de forma possível e evite desperdiça-los.

7- Seja Paciente

Na hora em que for contratar o profissional, ter paciência é fundamental para não pular todas as dicas e sair contratando qualquer pedreiro logo de cara.

Caso contrate qualquer um, é possível que esteja pagando para alguém que faça um trabalho mal feito ou até mesmo – como acontece em alguns casos – para um profissional que acabe desistindo de terminar o serviço no meio da obra.

Conclusão

Seguindo as nossas dicas de como contratar um pedreiro você consegue aumentar as chances de contratar um profissional competente.

Verifique sempre como o profissional se organiza para a execução da obra, se o valor solicitado por ele está de acordo com o normal do mercado, e nunca abra a mão de um bom contrato.

Se preciso, anote nossas dicas para que consiga verificar todos os pontos cruciais e evitar esquece-los.

Nós podemos lhe ajudar na escolha do pedreiro, na SOS Casa Curitiba você pede um orçamento e recebe vários orçamentos de vários profissionais ai é só escolher o que melhor lhe agada.